DJ Carol Legally

DOIS ┴LBUNS DO LUAU DA TOCA DO TROV├O!!
 
(Texto publicado na Coluna AlexPlahano, domingo, 21 de julho de 2013, no jornal O Imparcial)
 
"Temam menos a morte e mais a vida insuficiente"
(Bertolt Brecht)
 
 
Uma festa pra chamar de sua. De minha. Nossa. Primeiro que aquele lugar, do danadíssimo e boa praça André Trovão, a Toca do Trovão, é fantástico; segundo que Nelson Piquet entende do riscado, por isso a produção dos dois (Piquet e Trovão) foi e é, sempre, super afinada; terceiro que o povo que vai é lindo; e quarto, e não menos importante, a trilha sonora conta muito, assim como o mar, a areia, a natureza, a lua... A lua, nem lembro... Alguém viu?!
 
Quem nunca foi ao "Luau da Toca do Trovão" não tem ideia do que está perdendo. Eu que nunca tinha ido por motivos geográficos e de falta de onipresença, saquei na hora que pisei os pés ali: vou ser feliz aqui: que lugar! Que festa! Que clima!
 
A atmosfera é mesmo elevada. O reggae, comandado pelo jornalista e senhor do movimento na tal Jamaica Brasileira, Ademar Danilo, é mesmo mágico, envolvente e, claro, muito dançante... É como se o vento embalasse o ritmo junto com tudo que respirava alegria e estilo. Mas é exatamente a mistura inteligente entre o bom reggae e a house music fina, que rolou ali na Toca, que está a grande diferença, das boas! Faz até a gente acreditar que a nossa ilha não quer ser mais ilhada.
 
Ouvir a bela carioca Carol Legally com sua house music poderosa e rica em informação é outra experiência inesquecível. Pular ao som do nosso Diego Moura (deejay e produtor musical maranhense radicado em Sampa), que é sucesso absoluto onde toca, também, é uma emoção sem preço. E o que falar do som do Zé Braide?! O cara não poderia ter tocado em melhor hora: o sol ficou querendo disputar com seu tech house que fez todos dançarem como se a festa estivesse apenas começando. O sol perdeu, claro. E entre salvos e felizes, restou o mar ali, doido pra invadir nossa pista de areia.
 
Esta coluna hoje imprime um sentimento, principalmente nestas imagens estampadas aqui. A gente pode chamar ele, o tal sentimento, de amor. Amor pelo que é fino, elegante e sincero! E pela beleza, porque... Ah, você sabe porquê!
 
Então, venha logo outro "Luau da Toca do Trovão". Desta vez, eu prometo olhar pra cima e menos para os lados. (Duvido!).
 
Clique aqui para ver mais fotos do Luau
 
FOTOS: JADER CASTRO E TIEZA CUTRIM
 
 
 
rádio x

te joga!
Cadastre-se aqui que você só tem a ganhar: promoções, convites e loucurinhas...
Nome:
E-mail:

 
Busca